SAC: 0800 643 1214 Fale Conosco
Home / Historias Genuínas / Uma história de superação recheada de sabor

Uma história de superação recheada de sabor

Eliane Ribeiro – Confeiteira

'Genuine não tem segredo ou pulo do gato que atrapalhe o manuseio'

Eliane Ribeiro é a prova viva de que é possível conciliar a confeitaria com outra profissão. Residente em Diadema, ABC Paulista, trabalha em uma administradora de condomínios, além de vender bolos e doces em geral.
Mas nem tudo sempre foram flores. Eliane entrou nesse mercado quando ficou desempregada e seu filho tinha apenas 8 meses. Como as pessoas elogiavam seus dotes culinários, resolveu fazer bolo no pote, trufas, pão de mel e bolos para festas. Seu marido ajudava na venda em salões de beleza e outros estabelecimentos. Mesmo retornando ao mercado de trabalho depois de um ano, continuou com os doces.

Há 15 anos no mercado de confeitaria, ela dá algumas dicas para quem quer trabalhar com chocolates:

Acompanhe as tendências e mudanças do mercado, pois ele cresce e muda a cada dia;
Arrisque, perca o medo de errar, pesquise e leia. Duvide da veracidade das receitas encontradas na internet, elas podem te ajudar e te atrapalhar;
Ofereça degustação e peça críticas, são elas que te farão melhorar;
A qualidade do produto final se deve a qualidade da matéria-prima, capricho aos detalhes, pontualidade e qualidade da entrega;
Não misture utensílios, caso trabalhe com doces e salgados;
No verão, trabalhe à noite, pois a temperatura do ambiente interfere se o local não tiver refrigeração.

Além de ter fácil aceitação o ano todo, Eliane escolheu trabalhar com chocolate por agradar a muitos paladares e é aí que o Genuine facilita o trabalho dela. Segundo Eliane, a linha de chocolates Genuine “tem preço acessível, é de fácil derretimento e temperagem, além dos doces ficarem com aparência linda e com um brilho maravilhoso” e principalmente “não tem segredo ou pulo do gato que atrapalhe o manuseio”.

Faça como a Eliane, conte-nos a sua história de sucesso. Quem sabe não aparece na nossa página?



Compartilhe essa história